Tag Archives: fotografia

Fotografia e violência

Olá gente,

Como vamos discutir um pouco de fotografia na próxima semana, estou sugerindo três filmes interessantes que podem auxiliar os interessados a problematizar a relação entre fotografia e violência.

Foi uma discussão que veio a tona na turma de IEH, na qual leremos um texto da Susan Sontag, romancista e ensaísta norte-americana, sobre o tema.

Dois dos filmes encontram-se no Popocorn Time. Como disse também, o Popcorn baixado do site www.popcorn-time.se continua ativo por enquanto. Lá você pode encontrar “A thousand times good night” (2013, 111 min.) e “The bang bang club” (2010, 106 min.). Não verifiquei se as legendas em português funcionam. O terceiro filme é “War photographer” (2001, 96 min.), um documentário. Recomendo os três, mas se pode ver apenas um,  sugiro o último.

O filme “A thousand times good night” retrata a vida de uma fotojornalista que sobrevive a um atentado. A trama gira em torno dos dilemas que ela vive diante das demandas da família, de seu papel de mãe e diante das exigências e riscos do seu trabalho. É um filme interessante para pensarmos sobre as motivações que fazem com que fotógrafos se arrisquem em zonas de conflito.

Captura de tela 2015-11-20 14.41.57

O segundo filme, “The bang bang club”, trata da trajetória de um grupo de fotógrafos da África do Sul que ficou internacionalmente conhecido por sua cobertura dos úlitmos dias do Apartheid. Dentre os fotógrafos que fazem parte do grupo está Kevin Carter, autor da célebre foto da criança e do abutre. O filme também retrata de maneira relativamente justa as condições de seu suicídio.

Captura de tela 2015-11-20 14.42.22

O terceiro filme, “War photographer”(2001, 96 min.), é um documentário sobre a carreira de James Natchwey, o maior fotógrafo de guerra dos anos de 1990 em diante. É um documentário bastante importante, indicado ao Oscar em 2002, que trata com profundidade a questão da fotografia de guerra e a relação entre fotografia e violência. O documentário encontra-se disponível no Youtube.

Advertisements

IEH | Leituras da semana (30/06 a 02/07)

Olá pessoal,

Eis as leituras da semana:

30/06 Susan Sontag, Partes 5 e 6. Diante da dor dos outros, Cia das Letras, São Paulo, 2003, pp. 64-86. (páginas 32 a 42 no arquivo pdf)

02/07 Jean Galard, “Imagens belas demais”, in Beleza exorbitante, FAP/UNIFESP, São Paulo, 2012, pp. 17-33.

Curso de Extensão | Lista de Participantes

Olá Pessoal,

Segunda feira começa o curso de extensão, e finalmente tive acesso a lista de inscritos. Infelizmente não tenho os emails. Mas vou usar esse espaço aqui para ajudar a divulgar.

Nos vemos então na segunda, as 19:00hs, no PJC BT 029, Pavilhão João Calmon.

Lista Alunos Subversao

Gente que faz

Turma de Teoria da História, 1/2015.

Turma de Teoria da História, 1/2015.

IEH | Imagem e política

Hoje nós vimos pelas redes sociais e pela imprensa, imagens chocantes da repressão policial a manifestação dos professores no Estado do Paraná. As imagens formam um tipo de discurso bastante persuasivo, embora também sempre sujeito a manipulações de toda ordem, manipulações para deturpar a opinião pública ou para mobiliza-la. Abaixo vemos um tipo de manipulação digital cujo objetivo é chamar a atenção para semelhanças entre o passado e o presente. É a capa da revista Time dessa semana, que mostra cenas de 1968 e das manifestações em Baltimore dessa semana. É um tema que vem a calhar na nossa aula sobre a memória que teremos hoje.

Mini curso

Gents,

Algumas pessoas me perguntaram sobre o meu mini-curso, mas nem tive tempo de divulgar aqui. As vagas foram preenchidas em poucas horas. De toda forma, eu tentarei fazer uma nova turma no início do próximo semestre.

Para quem tem curiosidade, eu estou disponibilizando a ementa, que deve mudar um pouco até o início do curso.

Ementa do mini-curso “A subversão do documento e a fotografia-expressão”.

A representação da sociedade na fotografia brasileira

Essa semana a Biblioteca Nacional lançou o site Brasiliana Fotográfica. O site é uma plataforma que disponibiliza um acervo bastante interessante de fotografia feita no Brasil a partir do século 19. É uma ótima fonte de pesquisa para quem tem interesse nesse tipo documento ou de tema.

Hoje, o Instituto Moreira Salles, que colaborou na criação do site, colocou uma série de vídeos nos quais o antropólogo Eduardo Viveiros de Castro (autor de uma das obras de antropologia brasileira mais importantes dos últimos anos, “A inconstância da alma selvagem”), faz comentários sobre o acervo.